Publicado por: rigson | 22, setembro, 2008

Aula I – Origem da Vida

Origem Da Vida

Certamente o assunto é bastante polêmico, na aula formamos vários grupos de discussão sobre o assunto e no meu grupo não conseguimos chegar a uma opinião unânime por parte dos colegas. Mas basicamente duas opiniões foram formuladas, e o nosso grupo ficou dividido em dois: Aqueles que declararam que a vida começava na fecundação; e os outros que achavam que a vida começava em alguma parte do período fetal.

Que me perdoem aqueles que pensam o contrário, mas particularmente não consigo enxergar outro ponto para a “Origem da Vida” que não seja a fecundação. A partir desse dai é que tudo começa, e um novo ser está se desenvolvendo. Talvez amanhã de repente eu mude de opinião se surgir alguma hipótese mais clara pra mim, mas por enquanto mantenho a minha opinião.

O que são Ferormônios?

São substâncias químicas que, captadas por animais de uma mesma espécie (intra-específica), permitem o reconhecimento mútuo e sexual dos indivíduos. Os feromônios excretados são capazes de suscitar reações específicas de tipo fisiológico e/ou comportamental em outros membros que estejam num determinado raio do espaço físico ocupado pelo excretor.

Em humanos:

Embora vários animais e insetos usem feromônios para comunicarem entre si sobre coisas importantes como comida, território e sexo, a idéia de que os humanos podem ser influenciados similarmente gerou controversas entre cientistas. Mas agora, pesquisadores na Universidade de Chicago afirmam que eles têm a primeira prova de que os humanos produzem e reagem aos feromônios.

Para a maioria dos pesquisadores, a comunicação visual substituiu a comunicação por feromônio quando se trata da atração sexual humana. O novo estudo indica que existiria ainda um papel para o sistema olfatório na atração sexual, e que a homossexualidade poderia ter alguma base biológica.

Bom vi na internet que existem perfumes a base de ferormônios a venda no mercado, hoje eu duvido que eles funcionem de verdade, até porque eu não conheço ninguém que usou ou usa. Sinceramente acho que pouco se sabe ainda a respeito dos ferormôios, e seus complexos mecanismos. Mas imagine como serão as coisas quando esses perfumes funcionarem com extrema eficácia?

Links com reportagens:

“Suor masculino funciona como um afrodisíaco”

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL4655-5603,00.html

“o órgão no nariz capaz de detectar os feromônios é muito rudimentar nos humanos e não tem conexão nervosa com o cérebro”

Se isso estiver certo, está ai mais uma prova de que os ferormônios são mais ativos em animais, porém ainda assim nos humanos também possui papel relevante.

“Study finds proof that humans react to pheromones”

http://edition.cnn.com/HEALTH/9803/11/pheromones/

“The pheromones regulate the time of ovulation. There are two pheromones — one that makes ovulation more likely and the other that suppresses it and makes it less likely,” said Martha McClintock of the University of Chicago.

Vi no artigo também que conhecendo melhor o mecanismo de funcionamento, será possivel de uma maneira mais natural evitar a concepção e também tratar a infertilidade!

Ou seja viva os ferormônios.

“Lésbica reage como homem a feromônios femininos”

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u14600.shtml

Achei interessante isso.

Castração Sexual Feminina

A retirada do clitóris é comum na África

Mutilação feminina ainda é praticada na África.

É verdade que, em algumas regiões do mundo, se retira o clitóris das mulheres?

Sim!. A clitoridectomia, como é chamada, é um ritual de passagem, ou iniciação, praticado na África, Oriente Médio e sudeste asiático há 2 000 anos. O objetivo é evitar que a mulher tenha prazer sexual. As vítimas em geral são bem jovens entre uma semana e 14 anos e os tipos de extirpação variam. Pode ser retirado desde uma parte do clitóris até os pequenos lábios da vagina. As operações são seguidas de muita dor e sangramento. Como são feitas em condições precaríssimas de higiene, com tesouras, facas e navalhas, o número de infecções é muito grande e boa parte das mulheres operadas torna-se estéril. Está provado também que a prática não traz nenhum benefício para o organismo feminino. A Organização Mundial de Saúde estima que entre 80 e 114 milhões de mulheres já passaram por esse ritual macabro. O número de mortes decorrente é desconhecido, pois as tribos não acreditam que a prática possa matar alguém, o que dificulta a contabilidade. É uma prática ligada aos costumes dos povos, sem relação direta com a religião. Não é verdade que o Alcorão (a bíblia islâmica) defenda o costume.

Para o Ocidente essa prática é chocante. Mas não é assim nas regiões onde é praticada. A mulher é totalmente submissa e os povos que fazem a clitoridectomia acreditam que ela ajuda a manter a virgindade das solteiras. Além disso, reforçaria a identidade do grupo. Apesar da dor após a operação e da humilhação, as mulheres não se atrevem a reclamar. Quando perguntadas sobre o conhecimento das leis dos Direitos Humanos, elas respondem que apenas conhecem as leis dos maridos, diz a queniana Wanjira Muigai, advogada do Sindicato das Liberdades Civis Americanas, que hoje reside nos Estados Unidos. O nível de educação nas regiões onde há clitoridectomia é muito baixo. Por isso é praticamente impossível convencer as mulheres, e principalmente os homens, de que essa prática prejudica a saúde. Tentativas já foram feitas. Os colonizadores cristãos do Quênia, em 1930, criaram leis proibindo o ritual. Foi em vão. A legislação que continuou a ser obedecida foi a da tribo. Se alguma mulher tentar fugir dela, o mínimo que vai acontecer, além de sofrer pressão social, é não conseguir um marido.

Fonte:

http://super.abril.com.br/superarquivo/1997/conteudo_116133.shtml

Mesmo que isso fosse apenas passado já ficaria horrorizado com tamanha brutalidade, e saber que isso ainda ocorre nesses mais de 30 paises me deixa muito indignado. Por um lado isso é crença e vem de 2000 anos atrás para eles, mas vendo por um lado mais humanista a situação me força a ter uma opinião completamente radical contra essa prática totalmente abusiva. As vezes fico pensando “pô essa africa é o fim do mundo!”, mas não só na africa que ocorrem essas práticas, Oriente Médio e Asia também.

Termino com esta imagem que é realidade para muitos seres Humanos:


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: