Publicado por: rigson | 6, outubro, 2008

Aula Teórica X – Células-Tronco

Na aula sobre Células-Tronco, uma aula muito interessante por sinal, foi possível ampliar meu horizonte quanto ao assunto tão importante e tão promissor no que diz respeito à cura de doenças usando as células- tronco. De certa forma, fiquei impressionado com os inúmeros procedimentos rigorosos que demandam grande atenção por parte daqueles que manipulam as células desde o processo de obtenção dessas células até mesmo na hora delas se diferenciarem em algo pertinente.

Não me restam dúvidas de que as células-tronco são as esperanças de cura de inúmeras doenças e o futuro é um tanto quanto otimista nesse campo, mas não somente o futuro, pois elas já são realidade e muitos avanços estão sendo feitos com uso de células-tronco como no mal de Parkinson, diabates juvenil e lesões na medula.

Como defini-las?

As células-tronco são células primárias encontradas em todos os organismos multicelulares que retêm a habilidade de se renovar pode meio da divisão celular mitótica e podem se diferenciar em uma vasta gama de tipos de células especializadas. As pesquisas no campo das células-tronco humanas se expandiram após estudos realizados pelos canadenses Ernest A, McCulloch e James E. Till na década de 1960.

CATEGORIAS

As três categorias de células-tronco são:

  • Células-tronco embrionárias derivadas de blastócitos
  • Células-tronco adultas encontradas em tecidos adulto
  • Células-tronco da medula espinhal

Células-tronco embrionárias

As células-tronco embrionárias (ES, pela sigla em inglês) são culturas de células derivadas do tecido do epiblasto da massa interior da célula de um blastócito. Um blastócito é um embrião em seu estágio inicial — aproximadamente 4 a 5 dias depois da fecundação, consistindo em de 50 a 150 células.
As ES são pluripotentes e podem se desenvolver em mais de 200 tipos de células do corpo adulto, quando recebem o estímulo necessário. Elas não contribuem com as membranas extraembriônicas ou a placenta. Quando não recebem estímulo para a diferenciação, continuam se dividindo em cultura e cada célula produzida permanecerá pluripotente. Já se passaram 20 anos de pesquisas e não há tratamento aprovado ou testes em humanos para células-tronco embrionárias.

As células tronco embrionárias podem ser obtidas de um blastocisto.

Como se obtém células tronco, como no caso de um blastocisto?

Basicamente isolando-se as células pluripotentes (epiblasto), podemos usar dois processos distintos:

Isolamento Mecânico

· Cortes e Esmagamento

Isolamento Enzimático

· Protease

· Tripsina

· IDTA

As células do blasltocisto são pluripotentes no caso do epiblasto.

Mas o que significa serem células Pluripotentes?

A resposta é simples, são células que se podem se diferenciar em todos os tecidos exceto a placenta. Ainda existem células Totipotentes, Multipotentes e Unipotentes. Cada uma com características próprias.

Células-Tronco Adultas

As células-tronco adultas são células indiferenciadas encontradas no corpo e que se dividem para repovoar células moribundas e regenerar tecidos danificados. Também conhecidas como somáticas, podem ser colhidas em crianças e em adultos. Uma grande vantagem da pesquisa com células-tronco adultas é a capacidade que elas têm de se dividir ou se autorenovar indefinidamente, além de seu potencial de diferenciação.
Enquanto o potencial com células-tronco embrionárias permanece teórico, os tratamentos com células-tronco adultas já são usadas com sucesso para tratar muitas doenças. O uso de células-tronco em pesquisas e terapia não é controverso como o das células-tronco embrionárias, pois a produção dessas estruturas adultas não demanda a destruição do embrião. Importantes avanços têm sido feitos nos tratamentos do mal de Parkinson, diabates juvenil e lesões na medula.

Células-tronco da medula espinhal

No embrião em desenvolvimento, as células-tronco podem se diferenciar em tipos de tecidos especializados. Em organismos adultos, as células-tronco e as células progenitoras atuam como um sistema de reparo para o corpo, tornando a repovoá-lo de células especializadas. Como as células-tronco podem rapidamente crescer e se transformar em células especializadas com características consistentes com células de vários tecidos, como músculos ou nervos, seu uso nas terapias médicas tem sido proposta.
Em particular, as linhagens de células-tronco embrionárias, as células-tronco embrionárias originárias de clonagem terapêutica e células-tronco adultas do cordão umbilical ou da medula óssea são candidatas promissoras.

POTENCIAIS

O potencial das células-tronco especifica a sua capacidade de diferenciação (de se transformar em tipos diferentes de células)

  1. Totipotententes – Produzidas da fusão de um óvulo e um espermatozóide. São um produto das primeiras divisões do óvulo fertilizado. Essas células podem se diferenciar em células embriônicas e extraembriônicas

  1. Pluripotentes – Descendentes das células totipotentes, são células que se podem se diferenciar em todos os tecidos exceto a placenta.

  1. Multipotentes – Essas estruturas podem produzir apenas células de uma família restrita de células (por exemplo, as células-tronco hematopoiéticas se diferenciam em glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas etc)

  1. Unipotentes – As células podem produzir apenas um tipo celular especifico, mas têm propriedades de autorenovação

NOBEL DE MEDICINA

Comitê agracia dois cientistas americanos e um britânico por suas pesquisas envolvendo células-tronco embrionárias e recombinação de DNA em mamíferos

“mostrou que genes defeituosos poderiam ser reparados por meio desse processo. Por sua vez, Smithies tentou consertar os genes modificados em células humanas – a esperança era curar doenças do sangue herdadas.”

Uma reportagem sobre o tabalho dos ganhadores do prêmio nobel, sem dúvida o que eles mostraram com a manipulação genética e as células-tronco é sem dúvida de uma importância enorme. Agora já é possível criar ratos portadores de alterações em qualquer gene de interesse para estudo mais específico.

http://www.celula-tronco.com/noticias.php?codigo=127

O link abaixo traz uma reportagem agora de cunho filosófico no que diz respeito as células-tronco embrionárias que são esperanças para inumeras pessoas.

http://www.celula-tronco.com/noticias.php?codigo=42

Não fazer comentarios profundos a respeito do assunto e deixar que cada um reflita de maneira coerente. A questão não é se você é a favor ou contra as células-tronco embrionárias, e sim quais os benefícios que elas trazem ou poderão trazer para a humanidade?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: